Mês: setembro 2013

Depois do terremoto

Raios, trovões, luzes transluzem e  reflete nesta imensidão solidão um novo orgulho. No peito guarda-se  um vácuo desgraçado, desgarrada em sua moral. Desvia-se do imobilismo. As estrelas alimentam o Universo:                     Você Em seu rosto sublime seus…

Começo fim reinicio

A lua magnetizava com esforço todo o Universo. As estrelas representava em sua magnitude uma nova esperança. Aquela nuvem cinza era pior Que toda a escuridão do Universo. Minha solidão está imersa numa vontade louca. Quando a tristeza partia perto das profundezas de meu ser, meu…

Adeus

Uma foto, marcou bruscamente um adeus, marcado pela distância e concordância. Corroída pela tempo Cravou-se em meu sangrado coração Lembranças. Onde desejo e paixão, era seu sorriso que  distanciava-se.  Eu ainda era capaz? A solidão marcava os borrões e manchas. E até que caía bem. Meu…

Fim do Mundo

Assustadiço, arde na face cósmica  o Universo antropocêntrico   anunciando falanges animadores criaturas testando seus antepassados  condicionando –os à uma armadilha. Na mistura desordenada do aresto trilhões de trovões propicia fagulhas  anunciando um milênio cósmico. Nesta proporção do exíguo a  bomba metamorfoseará  predeterminando preconceitos  ainda não…

O mistério

O que sabemos? A loucura  …invadiu as mentes sádicas  O sorriso fundiu-se  O poeta demorou com o bk… C   a   d   ê    a    c    o    l    a    A   n   a    P  a  u  …

O círculo

Rasgamos a nossa imaginação rumores destas ossaturas Ventanias da solidão Mas uma verdade  Surrealismo provocando o clássico. Bandas e bandos Marginais da vida bandida Lixos transformando a beleza  Poetas, artistas e revolucionários  Todos jovens e juntos Num círculo  Num vício Socorro!? Sentimentos nos soluços.