Caminhos e reencontros

Sorriso maroto, olhos contagiantes.
Cabelos ao centro do horizonte,
folhas cochicham em seu ouvido.

Mais foi ao mar, com olhos fechados.
Naquela embarcação no azul ao mar;
Abra os olhos ao céu cristalino
No Porto Seguro, o Farol Reluzente te espera,
Volte para os meus abraços.

Saudades, suas palavras, ausentes.
Num exílio, amor lhe suplico
Lembro das ondas do azul do mar
É calmo relaxante, aproveite!

Aderimos ao inusitado, a busca de perfeições.
Espero-te na sombra das folhas.
Elas cochicham contigo sobre ti.

Sei que seu sorriso me contagia
De todos as formas e ângulos;
Em sua embarcação,
com seu chapéu brilhante.

Com seu rosto ao vento, você fecha os olhos.
Seu universo, o caminho tempo, suas jornadas.

E tudo o que tenho é o seu amor, sem você
devo continuar meu amor.
Só na poesia eternizo-te.


Deixe uma resposta